quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Ontem fui até o fim
Passei pelos portões do inferno
Bati de frente com o mal
Com a aflição
Não sabia se era pesadelo
Ou delírio extremo
Hoje percebo
Que foi mais real
Que esse sol
A rasgar minhas retinas
Pois ainda trago nas botas
Um tanto da terra batida
Vim embora
Com meus panos imundos
Com o corpo suado
Daquele calor infernal
Com o rosto molhado
De lágrimas
Um modo de extirpar
Essa dor excruciante
Minhas roupas brancas
De hoje.

Um comentário:

mona lisa disse...

Gosto do que vc escreve !!

se esse mundo não fosse tão agressivo e dificil para nós escritores modernos, acho que minha poesia ficaria muito bem ao lado da sua numa bienal qualquer ...

abraços

mona lisa
mexicana,mexida
malcriada e desbocada !