quinta-feira, 28 de maio de 2015

Não há nada mais que me prenda a essa treva
Atingi o cume dessa montanha e contemplei ao redor
Escalei antes os montes e caminhei sobre as pedras
Transpus os muros - limites do meu ser - afrouxei
as fantasias, cosi em meus cabelos selos com novos votos:
Ser feliz - importa nada mais do que isso;
Viver com a alegria e a magia de um infante;
Amar como as águas amam o leito dos arroios...
Ir além a-mar...
Amaramim
Amarati
Amaravida
A maravilha de viver!

quinta-feira, 30 de abril de 2015

O que eu sinto é sede
Então eu bebo dessa taça
E não há mais o que me impeça
De tecer a minha rede

De todos as noites escuras
Fiz tapete
Com os raios de sol
Tramei os dias claros
E hoje piso com cautela
Sobre os escombros de mim
Respeito minha tecitura
Seguro firme meus fios
E sigo confiante
Sob essa luz do alvorecer

Nem que mil raios caiam
E ainda que berrem os trovões
Meu caminho eu piso suave
Com coração-coragem
De ser quem eu sou,
Respeito e compaixão
Do ser que eu fui.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Deus é amoroso
Sua energia é doce e serena
Sua canção é suave
E derrama sobre nosso ser ternura e compaixão.
Se por Deus posso ser melhor e plena,
a nada mais me entrego
Verto lágrimas, mas apenas para perdoar e pedir perdão
Abro meu coração apenas ao agora
Essa força mansa que me conduz com a bússola do coração
Meu ser é eterno
Não tem pressa nem olha para trás.
Seu movimento é constante e delicado
Como os ramos da seringueira ao vento
Suas raízes são fortes, firmes e equilibram
Minhas emoções que fluem como a água
Suas chispas são luminescentes como o fogo sagrado
Sou paz, equilíbrio e bem aventurança.

sábado, 20 de dezembro de 2014

Gracias Pachamama!

O que tenho não é nada
diante do que tens,
e no fundo
tenho tudo,
pois sou parte de ti.

[da relação homem-mãe natureza]

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Sagradas

Se eu pedir sua mão,
você me dá?
E se você pedir a mão da moça aí do seu lado?
E se a gente formar uma corrente
enorme
pra abraçar o planeta
pra semear amor, amizade...?
É que UNIdas vamos longe
Somos mais, somos fortes e inteiras!
Todas na roda, cantando em uníssono
Reconectadas à nossa verdadeira
essência
Pra fazer esse mundo melhor.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Sagrado Feminino

Somos como uma orquestra e,
dito isso,
cabe a cada uma afinar seu instrumento.
Não há problema se desafinar,
se errar o compasso...
A vida
é sábia
e nos traz de volta para a melodia,
dia mais,
dia menos.

Cada instrumento tem sua
peculiaridade.
Alguns tem sons graves,
outros agudos. Alguns doces e suaves,
outros impetuosos
ou vacilantes.
Entretanto, todos são importantes para compor cada melodia.
Cada um tem seu lugar,
sua vez.
E ninguém despreza o cello por parecer resmungão,
ou o violino por se lamentar,
nem mesmo os pratos por seu estardalhaço!

Mas, ah! Ouça bem,
não há barulho em uma orquestra, só harmonia...
Todos os instrumentos convivem bem
e suas diferenças são importantes para
o desenvolver da canção...

Da união e da força

Passarinho que canta só
é lamento.

Canto que se canta junto
é uma festa!

Afino meu instrumento
e te chamo pra conversar.

Violão e voz,
assim compomos nossa trilha.