terça-feira, 3 de novembro de 2009

Parou! Com o cigarrinho
amigo, com o uisquinho
caubói. Quer fazer ioga.
Dar um trato
no corpinho, antes
dos trinta. Diz que
quer viajar. Morar no
interior. Na paaaz.
Ou se jogar nalgum
apê do centrão dessa
cidade... São Paulo...
Ô loucura! Ela mantém
essa relação de amor
e ódio com SP, sabe?
Vive solteira, mas
nunca sozinha. Vez ou
outra, encontra um ex.
Sai. Sente a vida
pulsando. Compra um
livro. Mesmo que tenha
inúmeros pra ler. É
vício. Consumismo
literário. Disso ela padece!
E de amor... Ama tudo e
todos. E quer morrer.
Depois passa. E recomeça.
Volta pro cigarrinho, pro
uisquinho, pro ex...
E diz que "é só
dessa vez".

2 comentários:

pastel schaefer disse...

essa volta eh a dor
nao se deixar seduzir
deixar as vontades pasarem
e no vicio nao cair

resitir resistir resistir
soh por hj
resisti existi resisti
enfim, desisti

recomeçar
persistr

e ir


ir ate onde puder
pra ser feliz se der

Gustavo Brito disse...

- demais, cristine.
demais mesmo.
devo confessar que me vi no personagem, rs.
estive um tempo ausente.
mas a acompanhei com maior freqüência.

cuide-se.