quarta-feira, 2 de abril de 2008

Sei que sente falta
Do abraço,
Do corpo nu
Da voz no ouvido...
Sei que ninguém
Pode penetrar
Os olhos
Daquela forma
Com a boca
No pescoço
E o encaixe perfeito
Nega!
Diz que foi mentira
Que nada foi
E nunca disparou
Seu coração
Tutu-tutu
Era assim
E não mente pra mim
Pode acreditar
Em você mesmo?

2 comentários:

Lou disse...

nunca é mentira, as pessoas só fingem que se esquecem. mas as marcas ficam nas costas. não duvide disso.
qualquer lembrança vale mais que mil palavras. o passado não muda, nunca muda. só você e mais alguém sabem a história verdadeira.
e eu sei que você sabe.

Sean disse...

Tenho dizer que foi interessante, mesmo nao sendo o meu estilo de poesia. Aconselho a vc ler a autobiografia do Bob Dylan, acho que vc ia aproveitar.