terça-feira, 17 de março de 2009

Você
Quando cruza meu olhar
Desconfiado
E sabota o comprimento
Do meu vestido
- esperando aprovação -
Não tem noção de perigo
Não mede a emoção
Compra meus motivos
Na sala escura
Como o café daquela manhã
Enfeita essas noites
Com dois girassóis
Amanhece enrolado
Em meus lençóis
E se deixa ficar
Pousado em minha vida
Suave e cauteloso
Sobre o possível amor.

3 comentários:

Larissa F. disse...

"Pousado em minha vida"...
Muito bom, gostei mesmo.

E sim: sempre esperamos aprovação pro comprimento do vestido. Nós, mulheres, somos impossíveis.

Amores que não sabemos se são correspondidos - foi o que o texto em passou. Mas se há girassóis, por mais metafóricos que possam ser, enfeitando a cena, pode acreditar num final feliz.

Um grande beijo.

Gustavo Brito disse...

cristine,
muito bom, suas palavras são envolventes, e lascivam.

aliás, mudei meu endereço do blog.
agora estou em http://capheina.blogspot.com
um abraço,
- gustavo brito

Sá Heck disse...

Lindo, lindo, lindo....